Antifraude


DESCUBRA
como a inteligência artificial pode te auxiliar a detectar fraudes e crimes financeiros, agilizando transações legítimas e otimizando seus negócios.

O impacto da fraude é muito profundo. Ele pode causar perdas financeiras, acarretar honorários advocatícios e afetar a reputação da instituição. As soluções IBM ajudam os clientes a adotarem uma abordagem mais proativa para evitar situações fraudulentas e prejuízos financeiros.

Entre as dificuldades mais comuns enfrentadas na análise e detecção de fraudes com as soluções tradicionais, podemos identificar:

  • Atrasos na liberação de solicitações de usuários legítimos, prejudicando sua experiência e satisfação;
  • Alto consumo de tempo para juntar evidências de diferentes fontes;
  • Dificuldades em gerenciar o processo de investigação, tornando respostas a fraudes mais lentas;
  • Falhas nas atividades que acarretam grandes prejuízos financeiros, liberando serviços e produtos para atividades criminosas, provocando danos morais e materiais a terceiros e gerando custos com honorários advocatícios;
  • Prejuízos, algumas vezes irreversíveis, à imagem da Instituição.

Qual o diferencial de uma solução que utiliza inteligência artificial para as soluções tradicionais de combate à fraude?

Os sistemas que utilizam aprendizado de máquina tentam, basicamente, confirmar a credibilidade de operações e identidades através do cruzamento de informações de diversas fontes diferentes. Eles analisam os dados fornecidos por cada segmento para criar e identificar padrões e detectar os perfis que fogem à regra. Conforme a fraude é confirmada ou não, o software reaprende e se ajusta automaticamente em caso de falhas. Este tipo de solução consegue perceber relações “escondidas” entre dados, ou seja, que não seriam identificadas por pessoas ou por sistemas alimentados apenas por definições criadas por humanos.

Outro grande diferencial dos sistemas antifraude com aprendizado de máquina em relação aos modelos tradicionais é a maior assertividade. Quando colocamos a máquina para aprender com suas próprias avaliações, o refinamento é muito maior do que quando simplesmente estipulamos regras genéricas. Além disso, estas soluções conseguem pegar mais rapidamente as novas técnicas que os fraudadores vão desenvolvendo.

Esses esquemas fraudulentos estão sendo conduzidos por indivíduos e organizações criminosas sofisticados, que são pioneiros na tecnologia e estão constantemente evoluindo suas táticas. Por conseguinte, cabe às organizações basearem suas operações antifraude em tecnologias e processos escaláveis e dinâmicos, com inteligência e agilidade suficiente para lidar com o grande volume de ocorrências, e adaptar-se continuamente a novos padrões e atividades suspeitas.